A ILHA DE SÃO DIMAS – Parte II

Dando continuidade aos artigos sobre a Ilha de São Dimas, cenário criado para o RAQ, segue outros elementos importante sobre a ilha. 

A ECONOMIA DA ILHA

São Dimas tem como fonte de renda basicamente as indústrias modernas de telecomunicações, as instalações e estúdios da TV Paradisia, e a rede bancária. Muitas acusações de lavagem de dinheiro e envolvimento de máfias internacionais são apenas boatos. Os Irmãos São Dimas Bolton, Guilherme e Daniel, fundaram o banco Dimas & Bolton em 1896, e seus descendentes administram os negócios. O atual presidente é Daniel de São Dimas Bolton Neto.

O FUTEBOL NA ILHA

O futebol chegou na ilha de São Dimas em 1917, por  influência do clã São Dimas Bolton. Muitos times amadores, como o Dínamo Calunga, o Dimantense e o Ferroviário surgiram desde então, formando a liga amadora de São Dimas. Hoje em dia, muitos decidiram profissionalizar-se, graças ao dinheiro de grandes investidores, comenta-se até, com a lavagem de dinheiro de atividades criminosas.

O CARNAVAL NA ILHA

Existem três escolas de samba na ilha, a Império da França, a Unidos de São Dimas, e a Mocidade Calunga, e a Vila Marinha. A Império da França é bancada pelo bicheiro Chiquinho Morroni, enquanto que sua concorrente principal, a Unidos de São Dimas, tem como presidente de honra Eugênio Hanna. Avelino d’Ogum é o grande patrono da Mocidade Calunga, enquanto que Genésio d’Oxalá é o presidente da Vila Marinha.

A MEGALÓPOLE

Várias imponentes construções se destacam entre o aglomerado de arranha-céus: O Croix du Sud (Cruzeiro do Sul), um prédio gigantesco com 120 andares e 380m de altura, um dos mais altos do mundo. Está sendo planejada a Schiavini Tower, que será ainda mais alta. O prédio da TV Paradisia, com seus 40 andares, é menor mais também impressiona.

O BAIRRO DE ISIDORO

Situado na costa sul da ilha, esta zona portuária surgiu quando Aristóteles de São Dimas expulsou os calungas das terras que haviam sido de seu primo Isidoro de São Dimas. Os calungas eram descendentes dos escravos que haviam sido alforriados por Isidoro, que ao morrer deixou como herança suas terras aos escravos. Mas Aristóteles ignorou a atitude de seu primo e expulsou os calungas de suas terras, banindo-os para o litoral sul, surgindo assim o bairro de Isidoro. O bairro é uma imensa “região-dormitório”, quando a maior parte da população trabalhando nos bairros mais ricos. A única atividade do bairro é a portuária, em franca decadência, e o contrabando, que faz a alegria das quadrilhas da área.

O SEBO DO SEU HILÁRIO

Ponto de encontro para os “esquisitos” do bairro, a velha e empoeirada loja do seu Hilário é uma verdadeira meca para os ratos de sebo da ilha. Livros antigos, velhas coleções, obras raras. A Confraria Asquerosa, um grupo de amigos que freqüenta a loja há décadas, está sempre lá para conversar abobrinhas, obscenidades e altas filosofias.

AS QUADRILHAS

A alta elite da área nobre da ilha sustenta uma grande rede de tráfico e contrabando, pela qual várias gangues se matam. Uma das piores gangues é a liderada por Saturnino dos Santos, o “Foice”, um sujeito que chegou a chefe matando seu próprio pai, Célio. Os talentos homicidas do Foice são muito temidos na região, e as gangues rivais têm pensado seriamente em se mudar para lugares mais “tranquilos”.

O CIRCO FRANCAZZI

Um circo muito popular, situa-se no bairro vizinho a Isidoro. Mesmo nos tempos modernos, ainda fascina as crianças com seus animais, seus artistas e seus palhaços. Yacovenko, o domador, na verdade é um Primal, e sua ex-amante, Lara Gómez, é uma Bastarda, engolidora de fogo.

O CEMITÉRIO DE SANTA BÁRBARA

Um cemitério centenário, estende-se pela parte leste do bairro.

Artigo cedido por Simões Lopes – Universo Germinante

NOVIDADES…

logo iniciativa RAQ10Pessoal, está pra chegar na Iniciativa RAQ um guia do Rebelião: Ascensão e Queda. Tudo isso graças a galera do Universo Germinante que está apoiando a Iniciativa.

Será um Quick Star [início rápido] para jogar Rebelião e conhecer esse fantástico Cenário de RPG.

Aguardem para os próximos dias.

  • Calendário

  • Pesquisar