HAIOTH HAQODESH – OS 24 ANCIÃOS DOS DIAS

Pessoal, houve uma pequena mudança a pedido do próprio Simões Lopes neste Artigo. Onde antes se lia Coro Diurno e Noturno agora encontramos somente o Priorado da Onipotência com seus anciãos mais suas funções.

O importante é que os Haioth estão no Nono Céu em permanente estado de louvor, e jamais saem de lá, e nem se comunicam com a Terra. O único que faz isso é o Sandalfon, que é uma espécie de tutor dos Aishim. No universo de RAQ os anjos são criaturas por demais poderosas para interagir todo momento com os nefilim, embora na Terra os Anjos Genitores sejam mais poderosos que os Anjos Celestes, podendo inclusive se ocultar deles. (Simões Lopes respondendo sobre o assunto)

E os vinte e quatro anciãos, que estão assentados em seus tronos diante de Deus, prostraram-se sobre seus rostos e adoraram a Deus, dizendo: Graças te damos, Senhor Deus Todo-Poderoso, que és, e que eras, porque tens tomado o teu grande poder, e começaste a reinar.

Apocalipse 11:16-17

Haioth Haqodesh – (grego e latim Seraphim – serafins, singular Haiah Haqodesh). A primeira classe de anjos constitui uma espécie de coral entoando um eterno cântico de louvor a Deus. Transmite a Inspiração Divina emanada de seu líder Metatron, a Voz de Deus, transmitindo-a às outras hierarquias angelicais. Representam o Espírito, e captam as vibrações espirituais dos indivíduos enviadas pelos Kerubim, fechando assim o ciclo cósmico simbolizado pelas Nove Hierarquias.

Arte: Luis Berbert, 1996 - o primeiro esboço feito de um Haioth Haqodesh

Arte: Luis Berbert, 1996 - o primeiro esboço feito de um Haioth Haqodesh

I) PRIORADO-MOR

1. Orifiel –  comunica-se com Metatron e com o Sheol, através de Sathanael.

II) PRIORADO SEFIRÓTICO: zelam pelas 10 sefiroth e comunicam-se com as outras classes de anjos. Sandalfon é responsável por Malkuth e comunica-se com o Mundo Físico.

2. Oziares – Sefirah Kether, comunica-se com Orifiel.

3. Sarakiel – Sefirah Chokmah, comunica-se com o Arc’Anjo dos Ofanim.

4. Zatael – Sefirah Binah, comunica-se com o Arc’Anjo dos Aralim.

5. Elumeal – Sefirah Chesed, comunica-se com o Arc’Anjo dos Hashemalim.

6. Melkel-Tamoani – Sefirah Geburah, comunica-se com o Arc’Anjo dos Sherafim.

7. Helammelak – Sefirah Tifereth, comunica-se com o Arc’Anjo dos Malakhim.

8. Meleyal – Sefirah Netsach, comunica-se com o Arc’Anjo dos Elohim.

9. Narel – Sefirah Hod, comunica-se com o Arc’Anjo dos Beni Elohim.

10. Adnarel – Sefirah Yesod, comunica-se com o Arc’Anjo dos Kerubim.

11. Sandalfon – Sefirah Malkuth, comunica-se com os Aishim e com Adamah (Terra). O único a se comunicar com humanos.

III) PRIORADO DA ONIPRESENÇA

12. Iyasusael – Vigia o Caos.

13. Berkael – Vigia o Purgatório.

14. Zelebese’el – Vigia o Yetsirah.

15. Aliel – Vigiava Adamah, participou da Rebelião e foi banido.

IV) PRIORADO DA ONISCIÊNCIA

16. Samuil – Passado

17. Drioch – Presente

18. Marioch – Futuro

V) PRIORADO DA ONIPOTÊNCIA

19. Heloyaseph – Criação

20. Gidaiyal – Destruição

21. Ke’el – Transformação

22. He’el – Permanência

23. Asfael – Eternidade

24. Pravuil – Infinitude

ILHA DE SÃO DIMAS – Parte III

Continuando os artigos sobre o cenário criado  pelo Universo Germinante para o Universo RAQ, aqui vai a terceira parte sobre a Ilha de São Dimas:

A CIDADE BAIXA

Região que se estende entre o Bairro Isidoro e o Barro Lúcia, foi quase evacuada na enchente de 46, mas os mais pobres permaneceram, amontoando-se em diversas favelas, cujas três maiores são Leão, Santa Cruz, Restinga e Vila Marinha, que rodeiam o bairro. Lá se encontra o Bar Encruzilhada, propriedade de Eduardo Lopes. Na favela do Leão A Restinga é uma comunidade à beira do mar.

PONTAL DO SOL

Um pequeno promontório que avança mar a dentro, onde cresceu a atividade portuária, e onde foi instalada a estação das Barcas Rio-São Dimas. A poluição da baía de Guanabara dizimou a atividade pesqueira.

O PARQUE ÉDEN

Uma extensa área arborizada, dá o seu nome ao bairro ao norte de Isidoro, ocupa boa parte das antigas terras de Isidoro de Saint-Dimas. Neste parque se reúne o Círculo de Revelações de Hórus.

O CONVENTO DE SÃO JORGE DA CAPADÓCIA

As ruínas deste convento situam-se ao norte do Parque Éden. Do antigo prédio só restaram a torre e várias galerias subterrâneas e o antigo cemitério dos padres. É um lugar com fama de mal-assombrado. Não se sabe o por quê, mas um grupo estrangeiro arrematou o terreno.

STUDIOS PARADISIA

Estende dos limites da área nobre da ilha até as encostas do morro Cipango. É lá que são gravadas as produções da TV Paradísia.

O CENTRO DA CIDADE

Área na costa oeste e norte onde a maioria da população de Isidoro trabalha, compõe de seis bairros: Nova Paris, Notre Dame, Sena-Sul, Sena-Norte, Luís XV e Marselhesa, cujos nomes revelam a influência francesa de seus idealizadores. Nova Paris é o centro financeiro e comercial da ilha, com seus prédios brilhantes e bancos poderosos. Várias imponentes construções se destacam entre o aglomerado de arranha-céus: O Croix du Sud (Cruzeiro do Sul), um prédio gigantesco com 120 andares e 380m de altura, um dos mais altos do mundo. Está sendo planejada a Schiavini Tower, que seria ainda mais alta. O prédio da TV Paradisia, com seus 40 andares, é menor mais também impressiona.  Notre Dame é o bairro “gótico”, com suas igrejas e prédios históricos. Sena-Norte, Luís XV e Marselhesa são os bairros litorâneos da costa norte da ilha, com praias paradisíacas e hotéis luxuosos. Sena-Sul é o bairro residencial da classe média.

A ESTAÇÃO VELHA

Situada na costa leste da ilha, na antiga estação de trem da ilha, foi transformada num palco de raves animadas. Seu dono é Norberto Finkel Jr., filho do antigo ex-sócio da TV Paradísia. Os jovens riquinhos e moderninhos não se importam de atravessar a ilha inteira para chegar lá. A Estação não fica muito longe das Ruínas do Cipriano, um outro famoso lugar mal-assombrado, famoso pelas lendas de luzes noturnas e vozes sobrenaturais.

A ILHA DOS CORSÁRIOS

Situada a poucos quilômetros ao sudoeste de São Dimas, esta ilhota deserta transformou-se num imenso “lixão”, onde funciona o aterro sanitário da ilha. Há rumores de que o aterro foi comprado pela empresa multinacional R.A.M., que prometeu resolver o problema da poluição e sujeira.

links:

Ilha de São Dimas [parte I]

Ilha de São Dimas [parte II]

Mapa da Ilha de São Dimas.jpg

BIOGRAFIAS CAMPEÃS 5: BUENOS AIRES

buenos-airesLiandra Alesia Chábez y Gatto fugiu cedo de casa para servir como enfermeira voluntária da Guerra das Malvinas, mas tudo não passou de um subterfúgio para ir de encontro à emoção do combate. Quando sua divisão foi atacada e desbaratada pelos ingleses, ela resistiu à prisão e liquidou com a tropa britânica. Sozinha, apossou-se de uma das embarcações inimigas e usou-a para chegar a um dos principais cruzadores, onde causou um estrago tão grande que conseguiu pôr o navio a pique. Só foi detida porque sua proeza chamou a atenção de um grupo de Guerrilheiros britânicos, que estavam nas Malvinas (ou Falklands, para eles) em busca de uma boa luta, e que identificaram os elementos sobrenaturais na ação de Liandra. A muito custo, os cinco nefilim conseguiram contê-la, esclarecendo a origem dos seus poderes e fazendo-a compreender que eles não deviam lealdade a nenhum governo ou potentado humano. Liandra retornou para Buenos Aires, orgulhosa de seu feito, e integrou-se à comunidade Nefilim portenha, galgando rapidamente ao posto de Campeão da capital argentina, Buenos Aires.

Assinado: Verônica Martone, registro 2009-H

Contato: Kalium-45-vm-***

Código de Conexão: Iman-7-12-Jacobus

A ILHA DE SÃO DIMAS – Parte II

Dando continuidade aos artigos sobre a Ilha de São Dimas, cenário criado para o RAQ, segue outros elementos importante sobre a ilha. 

A ECONOMIA DA ILHA

São Dimas tem como fonte de renda basicamente as indústrias modernas de telecomunicações, as instalações e estúdios da TV Paradisia, e a rede bancária. Muitas acusações de lavagem de dinheiro e envolvimento de máfias internacionais são apenas boatos. Os Irmãos São Dimas Bolton, Guilherme e Daniel, fundaram o banco Dimas & Bolton em 1896, e seus descendentes administram os negócios. O atual presidente é Daniel de São Dimas Bolton Neto.

O FUTEBOL NA ILHA

O futebol chegou na ilha de São Dimas em 1917, por  influência do clã São Dimas Bolton. Muitos times amadores, como o Dínamo Calunga, o Dimantense e o Ferroviário surgiram desde então, formando a liga amadora de São Dimas. Hoje em dia, muitos decidiram profissionalizar-se, graças ao dinheiro de grandes investidores, comenta-se até, com a lavagem de dinheiro de atividades criminosas.

O CARNAVAL NA ILHA

Existem três escolas de samba na ilha, a Império da França, a Unidos de São Dimas, e a Mocidade Calunga, e a Vila Marinha. A Império da França é bancada pelo bicheiro Chiquinho Morroni, enquanto que sua concorrente principal, a Unidos de São Dimas, tem como presidente de honra Eugênio Hanna. Avelino d’Ogum é o grande patrono da Mocidade Calunga, enquanto que Genésio d’Oxalá é o presidente da Vila Marinha.

A MEGALÓPOLE

Várias imponentes construções se destacam entre o aglomerado de arranha-céus: O Croix du Sud (Cruzeiro do Sul), um prédio gigantesco com 120 andares e 380m de altura, um dos mais altos do mundo. Está sendo planejada a Schiavini Tower, que será ainda mais alta. O prédio da TV Paradisia, com seus 40 andares, é menor mais também impressiona.

O BAIRRO DE ISIDORO

Situado na costa sul da ilha, esta zona portuária surgiu quando Aristóteles de São Dimas expulsou os calungas das terras que haviam sido de seu primo Isidoro de São Dimas. Os calungas eram descendentes dos escravos que haviam sido alforriados por Isidoro, que ao morrer deixou como herança suas terras aos escravos. Mas Aristóteles ignorou a atitude de seu primo e expulsou os calungas de suas terras, banindo-os para o litoral sul, surgindo assim o bairro de Isidoro. O bairro é uma imensa “região-dormitório”, quando a maior parte da população trabalhando nos bairros mais ricos. A única atividade do bairro é a portuária, em franca decadência, e o contrabando, que faz a alegria das quadrilhas da área.

O SEBO DO SEU HILÁRIO

Ponto de encontro para os “esquisitos” do bairro, a velha e empoeirada loja do seu Hilário é uma verdadeira meca para os ratos de sebo da ilha. Livros antigos, velhas coleções, obras raras. A Confraria Asquerosa, um grupo de amigos que freqüenta a loja há décadas, está sempre lá para conversar abobrinhas, obscenidades e altas filosofias.

AS QUADRILHAS

A alta elite da área nobre da ilha sustenta uma grande rede de tráfico e contrabando, pela qual várias gangues se matam. Uma das piores gangues é a liderada por Saturnino dos Santos, o “Foice”, um sujeito que chegou a chefe matando seu próprio pai, Célio. Os talentos homicidas do Foice são muito temidos na região, e as gangues rivais têm pensado seriamente em se mudar para lugares mais “tranquilos”.

O CIRCO FRANCAZZI

Um circo muito popular, situa-se no bairro vizinho a Isidoro. Mesmo nos tempos modernos, ainda fascina as crianças com seus animais, seus artistas e seus palhaços. Yacovenko, o domador, na verdade é um Primal, e sua ex-amante, Lara Gómez, é uma Bastarda, engolidora de fogo.

O CEMITÉRIO DE SANTA BÁRBARA

Um cemitério centenário, estende-se pela parte leste do bairro.

Artigo cedido por Simões Lopes – Universo Germinante

A ILHA DE SÃO DIMAS

Situada a quarenta minutos de barca do Rio de Janeiro, a ilha de São Dimas tem uma longa história, remontando ao século XVI. Quem nasce lá denomina-se “dimantense”.

SDimas_1_bairros

A ORIGEM DA FAMÍLIA SÃO DIMAS

Após a expulsão dos franceses e a fundação da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, um dos marujos da França desertou e passou para o lado dos portugueses. Ele se chamava Yves de Saint Dismas, e seu nascimento deve ter ocorrido por volta de 1530. Diz a tradição que construiu uma palhoça no litoral sul da então Ilha dos Arcanjos, no lugar hoje chamado de Enseada de São Gabriel. Yves vivia de sua habilidades como marceneiro na construção e conserto de navios, e com o tempo prosperou e tornou-se um dos profissionais mais renomados da região. Yves apaixonou-se e casou com Leonarda, uma escrava trazida da Guiné. Em 1562 Leonarda deu a luz a uma criança, mas não resistiu às complicações do parto e morreu. A criança foi batizada Leonarda de São Dimas. Leonarda cresceu tornando-se uma belíssima jovem, e casou-se com o comerciante português Pero Luís Soutomaior. Eram proprietários de terras que incluíam a maior parte da ilha de São Dimas.

Deste casamento nasceram três filhos: Gaspar, Jorge e Luísa. Jorge tornou-se frei, Gaspar tornou-se marujo e morreu num ataque de corsários no Atlântico. Luísa, nascida em 1593, viajou para a França, onde viviam alguns parentes. Lá casou-se com o nobre Joseph Paul d’Avignon, e teve muitos filhos, dos quais Bernardine de Saint-Dimas et Avignon, nascida em Marselha em 1637, retornou para o Brasil, herdando as propriedades de seu tio o frei Jorge de São Dimas, então muito doente. No Brasil Bernardine casou-se com  o capitão Lopo Furtado de Mendonça, e teve dez filhos, sendo os primogênitos um casal de gêmeos em 1663, Sebastião e Bernardo. Todos os filhos adotaram o sobrenome materno de São Dimas. Bernardo morreu jovem e diz a tradição familiar que Sebastião, que herdou as terras, viveu até a idade de cento e dois anos (1765). Comenta-se que tanto Pero como Joseph tinham conexões com os Cavaleiros de Cristo. A partir daí a Ilha dos Arcanjos passou a ser chamada de Ilha de São Dimas, pela capela erigida por Sebastião em honra de São Dimas, o Bom Ladrão, no ano de 1696. Antes disso, existia uma pequena capela erigida pelos franciscanos por volta de 1637, dedicada aos três Arcanjos.

Link: Mapa da Ilha de São Dimas.jpg

A Ilha de São Dimas é o cenário fictício criado pelo Universo Germinante para o Rebelião: Ascensão e Queda.

Material cedido por Simões Lopes

BIOGRAFIAS CAMPEÃS 4: SEATTLE

seattleAlgo incomum para Guerrilheiros, Gary Flockhert passou boa parte de sua vida alheio a atividades violentas, e sempre foi considerado como uma criança exemplar. Usou sua prodigiosa inteligência para dedicar-se a estudos científicos, e contentou-se com o emprego de Professor de Ciências numa pequena escola pública nos arredores de Seattle. O disfarce de pacato professor escondia um supergênio da Eletrônica, e na oficina improvisada que ocupava quase todo o seu porão, conseguiu desenvolver uma quantidade prodigiosa de instrumentos e aparelhagens que nem mesmo os melhores cientistas da NASA e do MIT poderiam reproduzir. Sua vida pacífica se encerrou no dia em que um aluno descontrolado decidiu levar o rifle de caça do pai para o Colégio e iniciar uma pequena chacina. Quis o destino que o primeiro professor a ficar na sua alça de mira fora justamente Gary Flockhert. O Professor Flockhert, cuja aparência de nerd, com óculos de aros metálicos, cabelos ruivos ralos e bochechas sardentas, parecia um alvo fácil demais. Jamais saberemos se o aluno surtado – Zack Broome era seu nome – tinha impulsos realmente assassinos, ou se queria apenas bancar o bad boy ameaçador, pois encostar o cano duplo da arma na testa do professor provocou uma reação tão instantânea que ele não teve tempo para tentar mais nada. A arma foi partida ao meio, e o aluno foi parar no hospital com múltiplas fraturas, escoriações e luxações. Gary chegou a ser considerado como um herói por evitar um massacre, mas teve que responder judicialmente pelos danos provocados ao aluno. O fato de Zack ser filho de um juiz influente com certeza pesou na punição a Gary, mas a polícia não conseguiu pôr as mãos nele. Gary mudou-se para Seattle, onde utilizou seus conhecimentos eletrônicos para fraudar sistemas bancários e assim amealhar uma pequena fortuna. Seu gênio científico o fez ganhar uma certa notoriedade entre os Nefilim da Costa Oeste, e uma vez desenvolvendo armamentos cada vez mais sofisticados, passou a galgar posições na hierarquia Guerrilheira até a posição de Campeão de Seattle.

Assinado: Verônica Martone, registro 2009-G

Contato: Kalium-45-vm-***

Código de Conexão: Mithridates-88-78-Iman

BIOGRAFIAS CAMPEÃS 3: MILÃO

dsc05825Annunziata Cassinol é alta e esbelta, com os cabelos loiros escondidos por uma camada permanente de tintura preta retinta. Com 16 anos, sua beleza já chamava a atenção em seu bairro, e entrou para um concurso de misses. Ser a segunda colocada não a deixou nada feliz, e foram precisos mais de cinco seguranças para arrancar suas mãos do pescoço de um dos jurados, justamente o único que não precisou ser hospitalizado. Declarada persona non grata no mundo fashion, trocou concursos de beleza por competições de luta, desviando suas descargas de adrenalina para o boxe feminino, onde teria sido muitas vezes campeã se não fosse sua tendência a não seguir regras e a ser despudoradamente desleal com suas oponentes. Desempregada e sem nenhum objetivo na vida, foi acolhida por uma Congregação, através da qual descobriu a real extensão de seus poderes. Integrada à comunidade Guerrilheira do Norte da Itália, Annunziata finalmente descobriu que sua vocação para a violência finalmente seria útil, e graças a ela, tornou-se a Campeão de Milão.

Assinado: Verônica Martone, registro 2009-F

Contato: Kalium-45-vm-***

Código de Conexão: Parfum-10-56-Cosmos

  • Calendário

    • Maio 2017
      S T Q Q S S D
      « Fev    
      1234567
      891011121314
      15161718192021
      22232425262728
      293031  
  • Pesquisar